skip to Main Content

Dispõe sobre o exercício da profissão de Técnico Industrial de Nível Médio.

O Presidente da República

Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1º – É livre o exercício da profissão de Técnico Industrial de nível médio, observadas as condições de capacidade estabelecidas nesta Lei.

Art. 2º – A atividade profissional do Técnico Industrial de nível médio efetiva-se no seguinte campo de realizações:

I. Conduzir a execução técnica dos trabalhos de sua especialidade;

II. Prestar assistência técnica no estudo e desenvolvimento de projetos e pesquisas tecnológicas;

III. Orientar e coordenar a execução dos serviços de manutenção de equipamentos e instalações;

IV. Dar assistência técnica na compra, venda e utilização de produtos e equipamentos especializados;

V. Responsabilizar-se pela elaboração e execução de projetos, compatíveis com a respectiva formação profissional.

Art. 3º – O exercício da profissão de Técnico Industrial de nível médio é privativo de quem:

I. haja concluído um dos cursos do segundo ciclo de ensino técnico industrial, tenha sido diplomado por escola oficial autorizada ou reconhecida, de nível médio, regularmente constituída nos termos de Lei nº 4.024, de 20 de dezembro de 1961;

II. após curso regular e válido para o exercício da profissão, tenha sido diplomado por escola ou instituto técnico industrial estrangeiro e revalidado seu diploma no Brasil, de acordo com a legislação vigente;

III. sem os cursos e a formação atrás referidos, conte na data de promulgação desta Lei, 5 (cinco) anos de atividade integrada no campo da técnica industrial de nível médio e tenha habilitação reconhecida por órgão competente.

Art. 4º – Os cargos de Técnico Industrial de nível médio, no serviço público federal, estadual ou municipal, ou em órgãos dirigidos indiretamente pelo poder público, bem como na economia privada, somente serão exercidos por profissionais legalmente habilitados

Art. 5º – O Poder Executivo promoverá a expedição de regulamentos para a execução da presente Lei.

Art. 6º – Esta Lei será aplicável no que couber aos Técnicos Agrícolas de Nível Médio.

Art. 7º – A presente lei entra em vigor na data de sua publicação.

Art. 8º – Revogam-se as disposição em contrário. Brasília, 5 de novembro de 1968

147º da Independência e 80º da República.

A. Costa e Silva
Favorino Bastos Mercio
Jarbas Passarinho
Publicado no Diário Oficial de 06.11.68